Quanto custa e como organizar uma corrida de rua?

Blog / Aplicativo / Quanto custa e como organizar uma corrida de rua?

No post de hoje vamos conferir quanto custa e como organizar uma corrida de rua, maratona e caminhada e também quais são os alvarás e licenças necessárias na organização de corridas!

As corridas de rua nunca estiveram tão em alta em todo o Brasil. Cada vez mais pessoas, jovens e adultos, buscam por corridas e realizam inscrições para corridas de ruas, maratonas, caminhadas e diferentes formatos. Além de ser uma ótima opção de lazer, também é uma excelente alternativa para se manter em forma e para praticar exercícios físicos. A saúde sempre agradece!  Por outro lado, na visão de quem quer começar a organizar corridas de rua, é preciso se atentar a detalhes para e entrar com tudo nesse mercado!

COMO ORGANIZAR UMA CORRIDA DE RUA E QUANTO CUSTA?

Em São Paulo, organizar uma corrida de rua só sai do papel após apresentação de um projeto assinado por um engenheiro civil, de segurança ou um arquiteto. Tal projeto deve contar com: requerimento padrão; cópia de notificação-recibo do IPTU da sede da organização; memorial descritivo; peças gráficas; dimensionamento e cálculos referentes à lotação, estacionamento e sanitários; declarações de compromisso e também atestados técnicos para instalação de estruturas, da parte elétrica e sistemas de segurança, das áreas de acessibilidade, de controle de gases e ruídos, entre outros documentos para organização de corridas.

[the_ad id=”1559″]

Em média, na cidade de São Paulo, um projeto de corrida de rua não sai por menos de R$7 mil, esse custo varia bastante de região para região.

Além disso, se no seu evento de corrida contar com estruturas metálicas para organizar espaços, pode ser necessário contar com certificados de aterramento de acordo com especificações da ABNT, mais precisamente da NBR 5410. As instalações elétricas ainda precisam ser adequadas às normas NBR 5410 (ABNT) e NR-10 (MTE). Outro ponto é que o sistema de proteção contra descargas elétricas deve responder à NBR 5419 (ABNT). Este projeto, a parte, sai na média por R$ 5 mil. Veja outros alvarás necessários na organização de corridas de rua:

    • Parecer do Grupo de Planejamento e Ações Estratégicas para Eventos em Massa (GPAE), da Secretaria Municipal de Saúde;

    • Estabilidade das estruturas/edificações utilizadas;

    • Regularidade das Instalações elétricas e Aterramento das estruturas;

    • Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA);

    • Geradores de energia;

    • Adequação e funcionamento do sistema de segurança (Equipamentos de combate a incêndio em condições de operação);

    • Formação de brigada de combate a incêndio e pânico;

    • Acessibilidade;

    • Instalações de gás;

    • Atoxidade e inflamabilidade;

    • Controle de ruídos.

COMPANHIA DE ENGENHARIA E TRÁFEGO PARA VALIDAR SEU EVENTO DE CORRIDA

Ao organizar uma corrida de rua em São Paulo ou qualquer cidade, também deve seguir o que está escrito na lei, em na capital paulista existe a Lei nº 14.072/05 e o Decreto nº 51.953/10, que diz que a CET (Companhia de Engenharia e Tráfego de São Paulo) tem direito de cobrar por qualquer custo operacional relacionado a serviços prestados em evento, isso se aplica para eventos de corrida de rua. Tais valores dependem do tamanho da prova e nível de esforços exigidos, desde o plano estratégico da CET ao deslocamento de pessoal e impactos que a corrida pode gerar no trânsito da região.  Uma grande prova, como a Maratona de São Paulo, tal projeto de corrida custa na média R$ 250 mil, mas que possivelmente é absorvida através de apoio público a corrida.

[the_ad id=”1558″]

FEDERAÇÃO E ISS TAMBÉM FAZEM PARTE NOS CUSTOS DA ORGANIZAÇÃO DE CORRIDAS

Também não podemos nos esquecer da federação paulista de atletismo, que por sua vez cobra um valor diretamente relacionado ao número de participantes, valores da inscrição, distância percorrida na corrida de rua, premiação, quantidade de árbitros necessários (de R$30 a R$270), etc. Por exemplo: em uma prova com 100 participantes, 10 quilômetros de percurso e inscrição a partir de R$100, o valor cobrado pela Federação Paulista de Atletismo é de R$3.450. O Imposto Sobre Serviços, dentro do mesmo exemplo, sai no valor de R$5 mil. Mas ressaltamos que os números que mencionamos para organizar uma corrida de rua é levando em conta seguindo a regra todos os cuidados no planejamento.

 

ECAD e SEGUR – TAXAS/COBRANÇAS QUE VOCÊ DEVE SE COLOCAR NA ORGANIZAÇÃO DA CORRIDA

Todas as corridas de rua precisam ainda realizar o recolhimento junto ao Escritório Central de Arrecadação e Distribuição, ou seja, pagar uma taxa do ECAD que fica por volta de R$2.500, isso se a organização optar pela instalação de equipamento de áudio, apresentações musicais e outros elementos relacionados a sistemas de áudio. Por fim, ainda há a taxa do SEGUR, um órgão da Prefeitura de São Paulo que trabalha com a liberação de eventos como corridas de rua. Esta taxa depende da quantidade de participantes, sendo que de acordo com nosso exemplo, ficaria em R$1.300. Veja mais aqui.

Ficou com alguma dúvida? Veja o passo-a-passo para cadastrar a sua corrida de rua ou qualquer outro tipo de evento esportivo:

Gostou das nossas dicas de como organizar uma corrida de rua e entender custos? Comente!!!

Quer saber mais e receber dicas de organização de corridas? Siga o AppTicket nas redes sociais: Facebook e Twitter .

[the_ad id=”1557″]


Publicado por Equipe AppTicket no dia 28 de Fevereiro de 2021
Tags deste post
Compartilhe
Gostou desta publicação?
Deixe seu e-mail para receber nossas atualizações
blog comments powered by Disqus